A Roda de Zé Pedro

Zé Pedro sorrindo marca
Mestre Zé Pedro, na década de 1970. Foto Acervo André Lacé

Uma das rodas mais famosas do Rio de Janeiro na década de 1970 era conhecida como a “Roda de Zé Pedro”. José Pedro da Silva, na época, era soldado da Polícia Militar do Distrito Federal e, a partir de 1975, do Estado do Rio de Janeiro.

Zé Pedro participou de competições de luta livre na TV Continental (canal 9, até 1972). Aprendeu capoeira com o Mestre Mário Buscapé, liderança do grupo Capoeiras do Bonfim. Era também muito amigo de outro mestre baiano, Artur Emídio, com quem chegou a dividir o espaço da sua academia, na rua Uranos, 497, em Bonsucesso. Segundo Mestre Paulão Muzenza, que frequentou a roda:

Mestre Zé Pedro era professor de luta livre e jiu jitsu, mas a sua paixão era a capoeira. […] Mestre Zé Pedro tinha uma capoeira altamente belicosa.”

Ao mesmo tempo, era exímio tocador de berimbau e, como atesta Mestre André Lacé, tinha uma personalidade forte. Todas essas características lhe permitiram liderar a roda de capoeira de todos os domingos a partir das dez horas da manhã, que em pouco tempo se tornou uma referência no Rio de Janeiro. Como disse Mestre Valdir Sales, outro frequentador da roda: “A roda dele só tinha bamba, cara bom”.

De fato, os capoeiristas mais afamados no Rio de Janeiro compareciam à roda de Zé Pedro: Artur Emídio, Paulo Gomes, Mintirinha, Khorvo, Luis Malhado, Macaco Preto, Nilson Arerê, Paulão Muzenza, Moraes, Gato, Camisa, Celso, Touro e alguns outros. Os jogos eram duros, ou seja, os golpes eram executados até o final, sem parar o pé ou a cabeçada, levando capoeiristas menos experientes a frequentarem apenas para olhar, ou, como atesta Mestre Cobra Mansa, só conseguirem jogar bem no início ou no final da roda.

Não temos notícias de brigas na Roda de Zé Pedro, o que é atribuído ao fato de todos respeitarem os mestres presentes. A roda existiu de 1973 a 1979, quando seu idealizador extinguiu o evento para se dedicar inteiramente a sua carreira na PMERJ.

Fontes:

Fotos do acervo do Mestre Paulão da Muzenza.

M. Paulão Muzenza (Entrevista, 2014);

M. Valdir Sales (Entrevista, 2019),

M. André Lacé (Entrevista, 2018).

Frequentadores da Roda de Zé Pedro, segundo M. Paulão Muzenza:

Amarelinho, Altair, Artur Emídio, Baiano Anzol, Baiano do Colégio Santa Cruz, Burguês, Camisa, Canela, Celso, Corvinho, Crioulo Kapoarte, Denis, Dentinho, Djalma Bandeira, Eduardo de Celso, Gato, Gegê, Índio Aranha, Índia, Itamar, João de Celso, Julio César Figueiró, Khorvo, Luis Malhado, Macaco Preto, Medeiros, Mendonça, Mintirinha, Moraes,Mosquito, Mudinho, Nacional, Nilson Arerê, Nilton Kapoarte, Milton de Celso, Olímpio, Paulinho Godoí, Paulão Muzenza, Paulo Gomes, Peixinho da Senzala, Rui Henrique, Silas, Tabosa, Touro, Zé Maria, Ziza.

Outros participantes da roda sugeridos por comentaristas á nossa página:

Mestre Dentinho (Alcino Oliveira Bemvindo), Mestre Marquinhos Cigano.