Os Nhaneca-Nkhumbi

Jogo lines

Visão geral

Os nhaneca e os nkhumbi, assim como os ovambos e herreros, vivem nas savanas ou em regiões mais áridas do sudoeste angolano, num habitat muito diferente das florestas tropicais mais ao norte, área dos ambundo e bacongo. O modo de vida tradicional dos nhaneca e nkhumbi é baseado no pastoreio com agricultura complementar. Esse agro-pastoralismo deu forma às culturas nhaneca e nkhumbi, inclusive a seus rituais, armas e jogos de combate. Cerimônias como o efiko, ritual de iniciação feminina, por exemplo, incluem o sacrifício de gado e a exibição de partes do boi como adorno para a moça que está se tornando mulher. O gado teve e até hoje ainda tem uma importância fundamental para o povo nhaneca-nkhumbi
NN_visão_Pastores-Felipe em Mucope_marca
Felipe Kapweya entre seu gado. Mucope, 2010-11

O estilo de vida pastoril moldou profundamente a cultura Nyaneca-Humbe. A economia dos Humbes consiste na criação do gado complementada com a agricultura de subsistência. Toda a vida social dos Humbe está ligada diretamente ao manejo e criação do gado bovino (Ono ngombe), moldando não somente a forma de pensar a economia mas todos os processos culturais que envolvem a comunidade, as danças rituais de iniciação e morte, o casamento, a traição e até as disputas judiciais dentro da comunidade, entre outras. (Cinézio Peçanha, 2019 p. 156)

NN_visão_Nyaneka-Nkhumbi Cozinhando_marca
Preparando comida (funji), Cunene, 2010
Por conta da similaridade de vocabulário e costumes e de seu número relativamente pequeno de indivíduos (hoje representam 4% da população angolana), os antropólogos e administradores têm amalgamado ambos num só macrogrupo, os nhaneca-nkhumbi, observando-se que cada um dos seus subgrupos (Handa, Mwila, Gambwe, Nkhumbi, etc) mantém suas particularidades culturais e forte identidade étnica preservadas.

Referência

Cinézio Feliciano Peçanha. Gingando na linha da kalunga: capoeira angola, engolo e a construção da ancestralidade. Salvador, Doutorado, UFBA, 2019, p. 156